Neste post iremos mostrar um modelo simples de relatório de uma visita a um laboratório de química. Aqui iremos descrever alguns procedimentos tomados, experimentos, normas de segurança, materiais utilizados, entre outras informações. Acompanhe o artigo para saber como proceder na realização de um relatório simples.

Instituto de Educação Superior Raimundo de Sá – Faculdade R.Sá.

Curso: Fisioterapia.

Disciplina: Bioquímica.

 

Primeiro Contato Com o Laboratório de Química

No dia 29 de agosto de 2016 foi realizada a primeira visita ao laboratório de bioquímica, com a turma do 1º período do curso de fisioterapia. Na ocasião os alunos puderam ter o primeiro contato físico com as instalações do laboratório. No laboratório se pôde ver e ter certa noção de como acontece as atividades práticas em tal ambiente. O que permite ampliar os conhecimentos sobre tal enfoque.

O professor da disciplina, Aldo Xavier, inicialmente orientou os alunos da importância de seguir as normas de segurança, já que os riscos são iminentes, por conta de se trabalhar constantemente com produtos corrosivos, inflamáveis, explosivos, tóxicos, cáusticos, entre outros. Há também o risco de acidentes com materiais cortantes e elétricos, podendo ocasionar queimaduras ou outras lesões.

Diante de materiais aqui já supracitados e que podem ser nocivos ao ser humano, convém descrever a definição de cada um:

Produtos nocivos para a saúde

• Materiais corrosivos – produtos químicos que causam destruição dos tecidos vivos ou materiais inertes. Ex.: ácido clorídrico, ácido fluorídrico.
• Materiais inflamáveis – substâncias que podem pegar fogo com calor ou faísca. Ex.: benzeno, etanol, acetona.
• Materiais explosivos – substâncias que podem explodir com choque físico ou calor. Ex.: nitroglicerina, pólvora, TNT, fulminato de mercúrio.
• Materiais tóxicos – substâncias e preparações que, por inalação, ingestão ou penetração cutânea podem causar riscos graves e até mesmo a morte. Ex.: monóxido de carbono, metanol, cloreto de bário.
• Cáusticos – são ácidos e bases fortes que são capazes de produzir severas queimaduras na pele. Ex.: ácido nítrico, hidróxido de potássio, ácido sulfúrico.

Equipamentos de proteção individual

Foi explanado para os alunos a importância de se utilizar equipamentos de proteção, prevenindo e evitando acidentes no ambiente de laboratório. Os chamados EPI’s, equipamentos de proteção individual, são os mais utilizados. Os EPI’s são fabricados para proteger as diversas áreas do corpo humano. Veja os principais: gorro, aventais, máscaras, luvas, óculos, botas, entre outros. O ambiente mais seguro permite fazer experimentos com resultados mais satisfatórios.

Substâncias polares e apolares

Em seguida o professor nos explicou sobre substâncias polares e apolares. Foi ensinado que substâncias polares são aquelas onde há diferença de eletronegatividade e consequentemente se atraem. Já substâncias apolares são aquelas onde não há diferença de eletronegatividade entre os átomos ligados, sendo todas as ligações do composto covalente.
Com isso podemos simplificar tal definição e dizer que substâncias polares podem se misturar de forma homogênea, formando um novo composto. Substâncias apolares não se misturam, e formam um composto heterogêneo. Como exemplo de substâncias apolares pode ser citado a água e o óleo.

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Experimentos

Em seguida o professor juntamente com os alunos prosseguiu com alguns experimentos, para demonstração inicial. Foi adicionado 2 ml de tintura de iodo 2%  a cerca de 500 ml de água, onde foi observado que a água ficou com uma coloração amarelada, formando uma mistura homogênea. Nota-se que tal resultado demonstra que as duas substâncias são polares.

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Logo após o professor pediu para os alunos pesarem em uma balança de precisão certa quantidade de permanganato de potássio para ser dissolvido em água. A substância tomou uma coloração roxa bem escura, onde se formou uma mistura homogênea.

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Prosseguindo com experimentos o professor colocou dentro de um recipiente certa quantidade de permanganato de potássio diluído em água, óleo e álcool. Como a água é mais densa se acomodou ao fundo, o óleo ficou na parte do meio e o álcool na parte de cima.

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Percebe-se que tais substâncias não se misturam, pois são apolares. Cada uma se coloca em posições diferentes devido a densidade de tais. Aquela composição de maior densidade se comporta na parte de baixo e a de menor na parte de cima.

Materiais utilizados

Os utensílios utilizados em laboratório em sua grande maioria são feitos de vidro cristal ou temperado. Esse tipo de material não reage com a maioria das substâncias usadas e podem ser submetidas a aquecimento direto e indireto sem quebrar.

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Modelo de Relatório de Visita a Laboratório de Química

Nos experimentos no laboratório de química foram utilizados os seguintes utensílios: tubo de ensaio, pipeta, béquer, balão volumétrico, tubo de vidro, proveta, bastão de vidro, balança de precisão, entre outros.

Conclusão

Os alunos do primeiro período do curso de fisioterapia puderam ter o primeiro contato com o espaço físico do laboratório de bioquímica e participaram de atividades relacionadas com a disciplina.

Tal visita ao laboratório permitiu somar entendimento e conhecimento sobre a área, melhorando o grau de aprendizagem e aumentando a cognição.